domingo, 21 de maio de 2017

PERTO OU LONGE



Pr. Cleber Montes Moreira

“Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade.” (Salmos 145:18)

Algumas pessoas, diante de certas situações, pensam que Deus está tão longe de nós que já não se importa. Outros há que, diante de certos acontecimentos, perguntam: “Onde Deus estava?” Eu, porém, pergunto: Poderia Deus se afastar de nós, criados à Sua imagem e semelhança?  Poderia Ele nos abandonar, entregando-nos à própria sorte?  Poderia deixar de nos amar com aquele amor que o levou a entregar seu próprio Filho para morrer na cruz, em nosso lugar? Poderia, ainda que por um momento, perder seu interesse, deixando de exercer seu amor, bondade e misericórdia para conosco? É o que muita gente pensa quando se encontra desanimado, sem fé, e até decepcionado. Mas, afinal, quem é que se afasta, o homem ou Deus? É o Criador quem nos abandona, ou é o ser humano que o ignora e evita a sua presença?

Pela boca do profeta Jeremias, Deus disse: “Será que uma mãe pode esquecer do seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa se esquecer, eu não me esquecerei de você!” (Isaías 49:15 – NVI). O que ocorre é que há pessoas que se afastam tanto de Deus que acabam pensando que é Ele quem está longe.  Entretanto, por mais que o Eterno pareça alheio e desinteressado de nós, está sempre acessível, perto, podendo ser encontrado por aqueles que, pela fé, o buscam com um coração sincero. É como disse o salmista: “Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade” (Salmos 145:18). Também diz: “Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito” (Salmos 34:18). Em Cristo, Deus se fez ainda mais perto: “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade” (João 1:14). O Salvador não recusa aqueles que, com confiança, chegam à sua santa presença: “E o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora” (João 6:37b). Sim, Ele está perto e não nos recusa quando o buscamos com um coração sincero e humilde.  Ele deseja um relacionamento dinâmico, diário e vivo com seus filhos, mas, e você, está interessado em relacionar-se com Deus?

Perto ou longe? Isso depende de sua vontade. Embora nos ame com amor eterno, o Soberano respeita nosso livre arbítrio. Pense nisso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário