quinta-feira, 11 de maio de 2017

“NENHUMA MENTIRA PROCEDE DA VERDADE”



Pr. Cleber Montes Moreira


“Não lhes escrevo porque não conhecem a verdade, mas porque vocês a conhecem e porque NENHUMA MENTIRA PROCEDE DA VERDADE (…). Escrevo-lhes estas coisas a respeito daqueles que os querem enganar.” (1 João 2:21,26 – NVI  – grifo do autor)


Morei numa cidade em que há uma fonte de água mineral. Certa ocasião, durante uma seca muito intensa, percebi um caminhão de uma marca de água bem conhecida, de outra cidade, que lá estava para, no dizer de alguns, abastecer com a água da concorrente.  Faz algum tempo que vi, numa matéria de TV, o flagrante de pessoas que enchiam vasilhames d’água com água comum, e depois embalavam com rótulos falsos de uma marca conhecida. Os falsificadores estão cada vez mais ousados, fazendo coisas que “até o diabo duvida”.  É assim que muitas mensagens chagam aos ouvintes: rotuladas como “Palavra de Deus”, porém provenientes de outras fontes. Assim como clientes que compram produtos falsificados,  incautos são enganados quando dão ouvidos às palavras suaves, de ‘profeteiros’ que pregam com sutileza dizendo falar em nome de Deus.
   
Para aqueles que não querem ser enganados, existe um princípio que devem observar: a fonte!  Em minha cidade natal há uma água mineral que é praticamente impossível de ser falsificada: ela é carbogasosa e seu ‘paladar’ é inconfundível. Se me derem outra dizendo ser a tal, certamente não me enganarão. Estou acostumado com seu ‘sabor’.  Embora se afirme que a água é inodora, incolor e insípida, sabemos que a água mineral tem certas propriedades distintivas conforme a fonte. É assim que no distrito de Raposo, em Itaperuna, há várias fontes de água, mas cada qual com suas características próprias. Da mesma forma reconhecemos a Palavra pela fonte.  Deus nos deixou uma fonte: ela é inconfundível, infalível, perfeita, eterna e confiável. Se me derem de outra, logo perceberei a fraude. Se algo que é dito em nome de Deus não estiver na Bíblia é mentira, e “nenhuma mentira procede da verdade” (1 João 2:21) – simples assim!
   
A Bíblia é a revelação autêntica, essencial e insubstituível do Criador. Qualquer palavra dita em nome de Deus que não se constitua em exposição correta da Bíblia é produto de falsificação e, portanto, deve ser rejeitada – tanto a palavra quanto o falsário!

Nenhum comentário:

Postar um comentário