segunda-feira, 5 de julho de 2010

DESEJO DE IVY

Recentemente o irmão Iran Lacerda, tesoureiro de nossa igreja, compartilhou comigo um bilhetinho muito interessante que encontrou no gazofilácio. Assinado por Ivy Rangel Ribeiro, de 10 anos, o bilhete traz uma sugestão bem interessante: “precisa ter mais batismos”. Confesso que fiquei encantado com a sugestão. Com simplicidade incomum aos adultos, a pequena Ivy conseguiu expressar o desejo de seu coraçãozinho, bem como tanger ao propósito da igreja neste mundo: ser instrumento de Deus para a propagação do evangelho.

Com certeza, se fizéssemos uma pesquisa de opinião para coletarmos ideias para o bom desempenho e crescimento da igreja, teríamos muitas sugestões, quem sabe, menos esta. Por certo alguns sugeririam algum plano arrojado de evangelização, alguma forma para dinamizar a EBD e os cultos semanais, alguma coisa sobre a música, marketing, trabalho com grupos específicos, gestão de igrejas etc. Mas, “ter mais batismos” é realmente surpreendente!

Aqui estou pensativo... O que precisamos para “ter mais batismos”? Como implementar a sugestão da querida Ivy?

No mercado temos vários livros, “cartilhas”, planos e modos de gestão de igrejas, verdadeiras receitas de bolo sobre “como fazer sua igreja crescer”. Muitos líderes fizeram de suas igrejas, nestes últimos anos, laboratórios para novos experimentos, causando divisões e traumas nas ovelhas. Alguns até quiseram reinventar a igreja. Infelizmente, hoje se associa crescimento a quantidade de membros, sem levar em conta a saúde espiritual e a experiência de conversão. Temos pelas igrejas afora mais gente acostumada com o evangelho, com a liturgia, com as “ofertas” de um evangelho fácil, que propriamente convertidas.

Com certeza “ter mais batismos” trata-se de uma expectativa diferente, de crescimento saudável, da consequência de vidas salvas pela aceitação da salvação e senhorio de Jesus Cristo.

Encanta-me o crescimento da Igreja em Atos, que não tinha uma organização tão complexa como as igrejas de hoje, e que, sem contar com métodos tão bem elaborados para seu crescimento, expandia-se natural e rapidamente, mesmo em meio a perseguições: “Assim, pois, as igrejas em toda a Judeia, e Galileia e Samaria tinham paz, e eram edificadas; e se multiplicavam, andando no temor do Senhor e consolação do Espírito Santo” (Atos 9.31). Qual era o segredo? Crentes autênticos viviam um evangelho autêntico. Era um modo de vida simples, mas de testemunho eficaz. A igreja não era um clube para entretenimento, mas uma comunidade que permanecia unida no amor, em comunhão e firmada na sã doutrina. É encantador o relato de Atos 2: 42-47: “E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo a necessidade de cada um. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” A consequência deste viver está no verso 47, “E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.”

Considerando que a ênfase dos batistas brasileiros para este ano é a evangelização pessoal, temos uma ótima oportunidade para atendermos o desejo de Ivy, bem como alegrarmos o coração de Jesus. Se cada crente viver o evangelho na sua simplicidade, na unidade do corpo de Cristo, firmado no terreno sólido da Palavra de Deus, como sal e luz fazendo a diferença no mundo, a consequência será, sem dúvidas, “mais batismos”.

Para ajudar os irmãos, o Departamento de Evangelismo disponibiliza estudos sob medida para a evangelização pessoal e realização de Células nos lares. Os interessados devem entrar em contato com o pastor Cleber ou Secretaria da PIBI.

Pr. Cleber Montes Moreira, em 28 de junho de 2010.



Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário