sexta-feira, 3 de agosto de 2012

“Deus tarda?”

Jéssica da Silva Ferreira

Todos nós, ao orarmos, pedimos a Deus algo que esperamos realizar-se em breve, em especial, quando estamos passando por grandes sofrimentos e ansiamos por uma solução. Porém, o tempo de Deus, por vezes, é diferente do nosso. O que nos leva a concluir que nem sempre o que pedimos acontecerá bem no tempo que almejamos. Devido a isso, é comum que, erroneamente, entreguemo-nos a sentimentos involuntários como a ansiedade e a impaciência, agindo assim, de forma imprudente diante de Deus, questionando-o ou até mesmo duvidando de seu poder.

Também é incontestável que, até mesmo os grandes homens da Bíblia, em algumas situações de suas vidas, encontravam dificuldades para descansar no Senhor e esperar o tempo certo para o agir dele. Davi nos dá um exemplo disso em Salmos 13, quando diz no versículo 1: “Ó Senhor Deus, até quando te esquecerás de mim?”,ele se referia à agonia por qual passava ao estar prestes a ser pego por seus inimigos. Mas a resposta de Deus junto ao seu livramento, parecia-lhe muito remota e demorada. Porém, a verdade era que Deus esperava o momento certo para livrá-lo daquele impasse e dar-lhe a vitória, pois nós seres humanos, muitas vezes, quando conseguimos o que queremos de forma fácil, não sabemos dar o devido valor e até esquecemo-nos de agradecer a Deus.

O que o Senhor quer é que confiemos nele e esperemos, com paciência, o seu tempo, dando a ele nossa adoração e nosso louvor, independente das circunstâncias, abominando totalmente esta famosa frase que diz: “Deus tarda, mas não falha” e assumindo uma nova posição diante de todas as situações, dizendo: “Deus faz tudo no tempo certo e nunca falha”.

Jéssica é membro da Primeira Igreja Batista de Itaperuna

Nenhum comentário:

Postar um comentário