terça-feira, 1 de agosto de 2017

CRENTE OU CRISTÃO?

bible


Pr. Cleber Montes Moreira

“Também os demônios o creem, e estremecem.” (Tiago 2:19b)

Certa ocasião um pregador disse que “o diabo é o maior crente que existe”. Ele baseou sua afirmação no texto que diz: “Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o creem, e estremecem” (Tiago 2:19). É verdade que o diabo e os demônios creem na existência de Deus; na autoridade, suficiência e exclusividade da Bíblia como Palavra divina dada como revelação aos homens; em Jesus como autor e consumador da salvação; na obra do Espírito Santo para convencimento dos pecadores; na existência do céu e do inferno; e em toda a verdade. Entretanto, esta crença é baseada no mero conhecimento e não na fé salvadora; não no relacionamento vivo com Deus.  

Afirmar a existência de Deus é fácil, uma vez que as provas são abundantes e suficientes. A história e o cumprimento das profecias corroboram os ensinos bíblicos sobre Jesus. A fidelidade da Bíblia, sua exatidão, também é confirmada pela história, arqueologia, ciência e pelo cumprimento de suas previsões. Não há como uma pessoa racional negar os fatos relacionados às Sagradas Escrituras. Uma pessoa em sã consciência não negaria a existência do céu nem do inferno.  Portanto, crer intelectualmente em Deus e em tudo o que se relaciona a Ele é razoável. Mas, uma coisa é certa:  o diabo pode ser crente, mas nunca cristão! Ele pode crer que Deus existe, mas jamais se relacionará com Ele. Pode acreditar na Bíblia, mas jamais se submeterá a seus ensinos. Pode saber que Cristo é Salvador, mas jamais será um salvo. Pode crer no céu, mas tem como destino o inferno. Igualmente são os que creem com base apenas no conhecimento intelectual. 

A fé verdadeira vai além dos fatos, ela produz relacionamento. Nicodemos conhecia os fatos, tinha instrução na Palavra, era um “crente”, religioso, mas não tinha o principal: a experiência do novo nascimento. Era crente, não cristão. Por isso ouviu do próprio Senhor: “Na verdade, na verdade te digo, que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3:3). O que é apenas crente é nascido da carne, o cristão do Espírito: “O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito” (João 3:6). O salvo é recriado, regenerado, pelo poder do Espírito, e introduzido na comunhão dos filhos de Deus, a igreja (Efésios 2:19).

A verdadeira fé não é baseada apenas em conhecimento, nem em rituais, mas na vivência com Deus. Por isso pergunto: Você é crente ou cristão? Pense nisso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário