sábado, 1 de julho de 2017

TRANSITORIEDADE

tempo


Pr. Cleber Montes Moreira


“...passamos os nossos anos como um conto que se conta.” (Salmos 90:9).


Vejo em teus olhos a saudade:
A vivacidade das lembranças,
Confundindo-se à realidade;
O ontem, o hoje – a transitoriedade.

Tempos que não voltam,
Segundos que não se repetem,
Águas que não retornam,
Vidas que não se revivem.

Infância, adolescência, juventude...
Dos sonhos a abundância,
Das mudanças a evidência;
Ontem ilusão, hoje recordação.

O vento, o tempo,
O findo, o passageiro;
A vida que se esvai...
Tudo um conto ligeiro!

Da semente à erva,
Da flor ao fruto, à colheita...
A vida: simples serva passageira
Que à morte sempre sujeita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário