segunda-feira, 24 de abril de 2017

A SUPREMACIA DE CRISTO


Pr. Cleber Montes Moreira


“Não está aqui, mas ressuscitou...” (Lucas 24:6)


O túmulo está vazio,
Cristo ressuscitou,
Os ídolos estão mortos,
Mas vivo está o meu Senhor!


A manhã gloriosa da ressurreição evidencia a singularidade do cristianismo e sua supremacia sobre as religiões. Nós cristãos servimos ao Deus vivo, àquele que se fez carne, habitou entre nós, se entregou para ser morto em nosso lugar na cruz, mas ressurgiu e vivo está. O túmulo vazio é o maior argumento da fé cristã e, ao mesmo tempo, o maior problema para qualquer sistema religioso. Todos os deuses e ídolos dos povos foram vencidos pela morte e nada podem fazer por quem neles crê. Enquanto Cristo está à destra do Pai e intercede por nós (Romanos 8:34), os demais deuses ou existem apenas no imaginário humano, ou estão sepultados, ou enfeitando grutas e catedrais sem poder para ajudar àqueles que lhes dirigem suas preces. O Cristo se relaciona conosco, mas os outros deuses “são prata e ouro, obra das mãos dos homens. Têm boca, mas não falam; olhos têm, mas não veem. Têm ouvidos, mas não ouvem; narizes têm, mas não cheiram. Têm mãos, mas não apalpam; pés têm, mas não andam; nem som algum sai da sua garganta” (Salmos 115:4-7). Mesmo os servos do passado não podem interceder pelos vivos, “porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem” (1 Timóteo 2:5), bem como “não há salvação em nenhum outro, pois, debaixo do céu não há nenhum outro nome dado aos homens pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4:12 – NVI). Cristo está acima de tudo e de todos, de forma que o cristão pode, como Maria, dizer: “A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador” (Lucas 1:46,47).

Meu Deus está vivo, e o seu? Meu Deus está nos céus de onde virá para me buscar; e o seu, onde está? Meu Deus se relaciona comigo: me vê, me ouve, fala, orienta, expressa seu amor e demonstra seus cuidados por mim; e o seu, o que faz?

Nenhum comentário:

Postar um comentário