quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

MEUS SONHOS OU A VONTADE DE DEUS?

“Por isso não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.” (Efésios 5:17)


Pr. Cleber Montes Moreira


Há um deus adorado por alguns evangélicos que está cada vez mais em evidência, um deus que realiza sonhos, e que está sempre a serviço do homem. Confesso que já estou cansado de certas frases compartilhadas em redes sociais, tais como: “Deus dá vida aos nossos sonhos”; “Sonhar é humano, mas realizar os seus sonhos é obra de Deus”; “Sonhe, os sonhos alimentam nossa fé”; “Pela fé verei meus sonhos realizados por Deus”; “Deus realiza sonhos”; “Deus não engaveta seus sonhos, e na hora certa Ele te surpreende dizendo: O tempo chegou.” Há uma canção gospel cuja letra diz:

“Deus vai fazer o que você sonhar (…)
Deus vai realizar os teus sonhos
Mesmo em tempo de seca
Muita chuva terá
Você agora está no deserto
Mas eu sei que está perto
Da tua benção chegar (…)"


A maioria, quando diz “Os sonhos de Deus jamais serão frustrados”, está, na verdade, pensando em seus sonhos e não na vontade divina. Criador e criatura inverteram seus papéis: O homem sonha, e Deus realiza. O homem decreta, e Deus faz acontecer. O homem ordena, e Deus obedece. O homem é deus, e Deus é servo. Desculpem, mas este não é o deus da Bíblia, embora seja o deus de muita gente que se diz cristã.

Que tal uma mudança de foco? Que tal a vontade de Deus como prioridade? Que tal submetermos todos os nossos sonhos, anseios, ideais e planos àquele que sabe o que é melhor, com o objetivo de sermos seus instrumentos para a realização de Sua vontade?

Quem prioriza seus sonhos, pensa como o mundo e não tem a mente de Cristo. Quem se conforma ao padrão secular, não pode experimentar a “boa, agradável, e perfeita vontade de Deus” (Romanos 12:2), pois seu entendimento está entenebrecido. Mais que isso, quem prioriza seus sonhos e despreza a vontade de Deus não tem parte com o Senhor, pois Ele mesmo disse: “Porquanto, qualquer que fizer a vontade de Deus, esse é meu irmão, e minha irmã, e minha mãe” (Marcos 3:35).

Deus não é Deus de sonhos. A Bíblia não fala dos “sonhos de Deus”, mas de Sua vontade e realizações. Quem dirige a história não precisa sonhar. Cabe ao homem desejar serví-lo e submeter-se à Sua vontade, como instrumento. Aprendamos com Jesus: “A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra” (João 4:34). Do contrário, “Certo é que Deus não ouvirá a vaidade, nem atentará para ela o Todo-Poderoso” (Jó 35:13). Pense nisso!


OBS.: Se discordar, ao refutar, use a Bíblia.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário