segunda-feira, 27 de outubro de 2014

HONESTIDADE RECOMPENSADA


Melhor é o pobre que anda na sua integridade do que o de caminhos perversos ainda que seja rico.” (Provérbios 28:6)

Pr. Cleber Montes Moreira
 
Aconteceu, nos Estados Unidos, no ano de 2013, um episódio interessante. A vida de um mendigo, Billy Ray Harris, do Missouri, se transformou quando, por um ato de honestidade, ganhou, em doações, o valor de US$ 86 mil, o equivalente, na época, a R$ 172 mil. Tudo porque o mendigo ao encontrar um anel de diamantes o devolveu à sua legítima dona. Após o ocorrido a proprietária da joia fez uma campanha para arrecadar doações para o homem. No entanto, o morador de rua disse não entender como o fato de ter devolvido algo que não lhe pertencia pode ter gerado uma repercussão tão grande e ter rendido tanto dinheiro. Harris questionou: "No que o mundo se transformou, quando alguém devolve o que não é seu e tudo isso acontece?"

Vivemos num contexto de tamanho apego às coisas materiais que honestidade é uma atitude inesperada, que quando praticada causa até espanto. As pessoas querem dinheiro e bens a qualquer custo, mesmo que para isso tenham que agir desonestamente. Alguém disse: “O dinheiro é a religião dos gananciosos.” O apóstolo Paulo afirmou: “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores” (1 Timóteo 6:10).

Quem semeia honestidade colhe frutos perfeitos, mesmo num pomar repleto de pragas...” (desconheço a autoria)

Nenhum comentário:

Postar um comentário