quarta-feira, 14 de setembro de 2011

SE A MODA É REPREENDER, AMARRAR, EXPULSAR OU EXORCIZAR...

Demorei para escrever, mas não consegui me omitir diante de tamanha insanidade.

SE A MODA É REPREENDER, AMARRAR, EXPULSAR OU EXORCIZAR...

Pr. Cleber Montes Moreira

A Igreja Batista da Lagoinha está, definitivamente, distante da Bíblia. Durante o seu I Congresso para Mulheres Diante do Trono, ocorrido nos dias 04 a 06 de agosto de 2011, surgiu mais uma invencionice de sua vasta coleção de heresias. O pessoal do Diante do Trono deu à luz um novo Espírito, o Espírito de Solteirisse! “Um clamor” foi levantado em favor das mulheres acima de 30 anos, no qual o malvado espírito foi devidamente repreendido.
Se a moda é repreender, amarrar, expulsar ou exorcizar, me sinto no dever de colaborar com algumas dicas para o pessoal da Lagoinha. Vamos lá:

Além do Espírito Mau da Encalhação, bem que vocês poderiam repreender alguns outros...

  1. Que tal começar pelo Espírito de Heresias e de Engano que age livremente na atmosfera gospel, afastando pessoas da Palavra de Deus, dividindo, causando escândalos e servindo de tropeço para os não conversos?
  2. Que tal também extirpar o Espírito de Mamon, cultuado por bispos, apóstolos, missionários, pastores, profetas avarentos etc., que tem depenado o povo mal orientado na fé e enriquecido a líderes gananciosos?
  3. E o Espírito de Charlatanismo que anda solto por aí, por que não amarrá-lo também?
  4. Por que não amarrar o Espírito de Idolatria que, possuindo mentes fracas, leva pessoas a elegerem e adorarem deuses humanos como cantores, pastores, bispos, apóstolos etc., afastando as pessoas daquele que verdadeiramente é digno de exclusiva adoração?
  5. Uma ótima sugestão também é amarrar o Espírito de Superstição, que alimenta a fé no sal grosso, nas águas ungidas por pseudos apóstolos, nas rosas, nas capas vermelhas, nos gravetos da cruz de Cristo, nas pedrinhas do Rio Jordão, nas porções de terra de lugares por onde o Salvador andou (ou jamais pisou), nas velas, nas meias e lenços “valdemirianos” e tantos outros objetos sacralizados.
  6. Vocês bem que poderiam extirpar para sempre o Espírito Triunfalista de suas canções, que apregoa falsas vitórias, falsas promessas e semeia heresias no seio das igrejas.
  7. Não se esqueçam também do Espírito de Soberba. Ele é o responsável pela morte da humildade no meio dito evangélico.
  8. Extirpem também o Espírito de Vaidade, que se incorpora nos falsos servos que buscam a glória e a honra pessoal.
  9. É preciso banir com urgência o Espírito de Visões e Revelações Extrabíblicas que engana o povo incauto.
  10. Afastem também o Espírito de Variedade de Unções, que desencadeia a falsa sensação de poder e autoridade humana no meio das igrejas.
  11. Amarrem bem o Espírito de Decretações e Declarações que usa, indevidamente, a autoridade do nome de Jesus.
  12. Aniquilem o Espírito de uso Indevido da Bíblia, que usa “textos fora do contexto para simples pretexto”.
  13. Anulem ainda o Espírito que prega o Falso Cristianismo, fácil, cômodo, desprovido da cruz e do compromisso com o Salvador.
  14. Por fim, para acabar com tudo isso, exorcizem, por favor, o Espírito de Invencionice. Assim a “criatividade” termina de vez!
Quem sabe repreendendo tais espíritos o show termine e Deus seja verdadeiramente cultuado?!

E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra” (2ª Crônicas 7.14)

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

domingo, 4 de setembro de 2011

Estudei hoje na Escola Bíblica Dominical

Estudei hoje na Escola Bíblica Dominical: “Muitos, no ideal de contextualizar, acabam banalizando; quando amenizam a intensidade da Palavra, quando fazem concessões negociando a verdade, desprezando os princípios e romanceando a Palavra, dizendo o que ela não diz na essência.” (Revista Palavra e Vida – 3ºT de 2011, página 66).